Artrose: Não tem cura, mas tem tratamento!
03 de Outubro de 2018

Artrose: Não tem cura, mas tem tratamento!


É muito comum vermos muitas queixas e preocupações quanto a artrose e ao fato de a mesma não ter cura. Essa preocupação faz sentido pois a artrose atinge, atualmente, 15 milhões de pessoas no país. No mundo, ela é a quarta enfermidade que mais reduz a qualidade de vida, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). De acordo com a OMS 15% a 20% da população mundial é afetada pela artrose e cerca de 70% a 80% da população com mais de 65 anos possui a doença.

E o que é a Artrose? De acordo com Cecil,1997 a artrose é uma resposta complexa dos tecidos articulares à idade e a fatores genéticos e ambientais, caracterizada por degeneração da cartilagem e remodelamento e crescimento ósseo que normalmente causa muita dor deformidade e limitação de movimentos.

Dito isso é comum vermos pacientes apavorados quando recebem estes diagnósticos, normalmente pensam que essas doenças surgiram recentemente, mais precisamente no momento em que a dor aparece, no entanto essas doenças costumam ser insidiosas se manifestando muito depois do seu surgimento, mas o que mais assusta é saber que não tem cura.


Graças aos avanços da medicina diagnóstica, com a evolução e melhor qualidade dos mesmos, podemos descobrir muitas vezes a artrose no seu início e com isso usar de medidas preventivas como a prática de atividade física de baixo impacto, controle do peso e melhora da postura, quando do início dos sintomas temos vários tratamentos conservadores que ajudam a manter a qualidade de vida, como a fisioterapia por exemplo.

A boa notícia é que apesar de não ter cura a artrose tem tratamento conservador que busca melhora da qualidade de vida e da função articular do paciente e é normalmente com uso de analgésicos e anti-inflamatórios, fisioterapia, hidroterapia, acupuntura, realização de alongamentos e fortalecimentos musculares, uso de condroprotetores orais, infiltrações/ viscossuplementação, entre outras terapias.

Dentro da Fisioterapia as técnicas utilizadas são as analgésicas e anti-inflamatórias como TENS, Interferencial, Ultrassom(US) como forma de diminuir a dor, também são usadas técnicas de fisioterapia como terapia manual como forma de evitar contraturas e liberar fáscias. Já os alongamentos, reforço muscular e educação postural também são usados para aumentar a força e resistência de todos os grupos musculares envolvidos, pois quanto melhor estivermos em termos de qualidade muscular maior a chance de evitarmos as dores.

No entanto quando apesar desses tratamentos os sintomas não melhoram e as deformidades se acentuam é possível utilizar procedimentos cirúrgicos como osteotomias, toalete articular/artroscopia e até mesmo artroplastia (prótese), para os casos mais graves. Enfim, é possível viver com qualidade de vida e controlar a dor. Fisioterapeutas especialistas na área da ortopedia, terapia manual, podem ajudar a devolver e manter uma melhor qualidade de vida.


Posts Relacionados

@2018 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

Rua Pedro Mayerle, 160, Anita Garibaldi - Joinville/SC, 89202-195 - 47 3433 6454

Rua Petrópolis, 668, Itaum - Joinville/SC, 89208-300 - 47 3426 1457

Rua Itaiópolis, 206, América - Joinville/SC, 89204-100 - 47 3031 9915